apesar do vento gélido e incessante, este é um belíssimo dia. acabo de arrumar todas as minhas coisas nas malas e caixas e conto as horas para passar definitivamente pela porta. não vou à aula, apenas ao trabalho hoje, o que é inevitável de qualquer modo.

coloquei a minha banda preferida para tocar, as músicas-tema de toda a minha adolescência. naqueles dias tão deprimidos eram tudo que eu precisava para chorar minhas mágoas. agora também sinto vontade de chorar, mas por uma alegria tão imensa que não cabe dentro de mim. que preciso dividir sob pena de que transborde e caia no vazio. e felicidade é algo precioso demais para ser desperdiçado.

é tremendamente estranho tudo que sinto agora. há muito tempo quero sair de casa para fugir definitivamente de alguns dos meus piores fantasmas e medos. mas também é aqui que estão algumas das minhas melhores alegrias. sinto por deixar minha Maria Valéria, mas não posso passar a vida nas barras da sua saia. sei que como mulher forte que ela sempre foi, vai ficar bem, mas sou um pedaço dela que se vai.

essa alegria melancólica, que oscila entre a total euforia e a falta antecipada das coisas que estou escolhendo deixar é totalmente nova. parece-me que em breve meus olhos poderão estar cheios de estradas e paisagens, exatamente como sonho há tanto tempo. as coisas estão dando certo.

depois de tantos sofreres que são só meus e que só eu posso compreender, as coisas realmente estão dando certo e este está sendo um ano brilhante. estou formada na profissão que escolhi, trabalhando no melhor lugar em que poderia estar neste momento, ganhando honestamente para o tamanho do meu esforço pela primeira vez, estou estudando apenas coisas que me agradam e estou saindo de casa. uma conjunção de astros muito favoráveis parece abençoar meu signo e tenho até medo de sentir tantas coisas boas.

é claro que sempre poderia estar melhor, mas o melhor para mim neste momento são coisas fora do alcance; e das coisas que sempre soube que poderia alcançar, posso dizer que tenho o melhor que é possível neste momento.

simples não é sinônimo de fácil, mas agora parece tão simples ser feliz. para realizar um desejo que inflamava meus pensamentos desde muito tempo bastou um telefonema, um chimarrão, um acerto tão rápido quanto duas pessoas que se entendem profundamente podem fazer e arrumar as coisas nas malas. apenas isto para mudar todo o rumo das coisas. dramático? talvez. mas algumas pessoas conhecem os segredos do meu coração o suficiente para compreender esse momento.

especialmente meu futuro colega de apartamento. não. não errei a concordância de gênero: é “ele” mesmo. e não, não estou casando. claro que o arranjo não poderia ser tão ordinário assim, em se tratando de mim. pois estou indo dividir o apartamento com meu melhor amigo – e não temos um caso! incomum, eu sei. minha terapeuta disse que é praticamente uma quebra de paradigmas. mas nós dois somos especiais o suficiente para fazer isso. e meus dias não poderiam perder o gosto do desafio. não num momento como este…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s