Oceano

Tenho comigo um amor desatento
que esqueceu de contar o tempo.
Agora se agita e enlouquece
desejando um pouco mais.
Amor sem esperas nem esperanças
que sequer as mesmas estrelas contempla.
Cheio de novos sonhos e desejos
e de medo.
Porque basta mais um desse velho abraço
de felicidade perfeita que se despede
para marcar minha existência solitária.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s