dizem os termômetros que está fazendo 16ºC aqui. mas sentada na frente dessa tela há algumas horas, eu juro que está bem menos. não lembrava que minhas mãos ficavam tão brancas. ontem os sites de clima/tempo me contaram que dormi aos 8ºC, empacotada em uma coberta bem bem grossa de lã, de pijama e meias. o problema é sair da cama quando não tenho nenhum compromisso com hora marcada fora dela. acho que este inverno vai me convencer de que o Centro Oeste é o meu lugar. sempre gostei do inverno, mas cada vento gelado que escapa pra dentro do meu quarto me avisa que a memória engana a gente, pintando tudo com cores mais bonitas.

fora as divagações sobre o tempo, estou curtindo estudar. é incrível o quanto a gente pensa melhor quando convive com gente que pensa mais que nós, há mais tempo, com método e qualidade, sobre coisas parecidas. depois de dois meses lendo metade do que li na graduação inteira (é a sensação que eu tenho…), acho que finalmente peguei no tranco. meu cérebro simplesmente pensa, e rápido, e direito. eu consigo relacionar autores, localizar seus paradigmas sociológicos, suas escolas teóricas, citá-los em aula sem falar besteira. ontem me senti muito inteligente ao conseguir transmitir uma série de conceitos antropológicos em um esquema visual de traços, retângulos, flexas e círculos num slide (merci, cher Laurent…).

também estou adorando meu estágio docente. é uma delícia perceber que os estudantes começam a prestar atenção no que eu digo, que refletem sobre minhas provocações, vêm conversar comigo no final da aula. minha orientadora é uma criatura fantástica que me dá espaço para atuar bastante nas aulas, exercitar realmente a docência sob sua orientação. quero seguir por esse caminho, é prazeroso.

talvez por estar lendo coisas sobre cultura e identidade na pós-modernidade, tenho pensado um pouco sobre a minha própria identidade. dei uma palestra na Semana Acadêmica esta semana sobre o trabalho com comunicação ambiental e me esqueci de colocar que além de comunicadora de uma ong sou mestranda na faculdade – ainda não estou plenamente acostumada a esta nova identidade. também tem o lance do sotaque, que é quase uma chatice. quando estou aqui, as pessoas não reconhecem meu sotaque de gaúcha. quando não estou aqui, não há quem não saque rápido que sou gaúcha. tudo por causa de um ou outro você no meio das frases… afinal de contas, o que o sotaque tem a ver com isso? não é o sotaque que me faz mais ou menos gaúcha! (mas o que me faz mais ou menos gaúcha…?)

e daí me dou conta sub-repiticiamente que sei mais sobre Mato Grosso do que sobre o Rio Grande do Sul. Tenho metade do mapa de MT na cabeça e quase nada do mapa daqui. mal sei apontar pra que lado fica a serra e pra que lado fica o litoral. minha cabeça não pensa mais sobre as coisas daqui. aqui, estou por fora, destualizada. mal posso opinar sobre alguma coisa de política, eu que há cinco anos atrás agitava minha bandeirinha pelas ruas nas eleições, estrela luzindo no peito. e sinto falta de Chapada.

e finalmente, cada vez que ando nas ruas me entristeço mais com uma coisa que não me lembrava que era tão triste: a população de rua. vi dados estes dias dando conta de que tem mais de mil pessoas morando nas ruas de Porto Alegre. crianças, jovens, adultos e velhos. e muitos com problemas mentais, praguejando rua afora contra o mundo cruel que lhes insulta. toda semana passo por alguém que me pede comida. não dinheiro, comida. comida! começa o frio e vejo de manhã no caminho pra faculdade pelo menos quatro pessoas dormindo entre trapos e papelões nos sete quarteirões que percorro. é de cortar o coração, porque não há nada que eu possa fazer para que essas quatro ou cinco pessoas vivam melhor. nada. e isso parte meu coração todos os dias nessa cidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s