Indecisão

Me ame com fúria
com aquela emergência que temos
pelo que está fora do alcance.
Eu sou fruta madura
pronta pro teu paladar.

Não me ame. Nem em sonho
nem como semente,
nem como amamos um irmão de luta.
Eu sou estrada fora do mapa
sem sinalização nem retorno.

Me ame desses amores inconsequentes.
Amanheça na minha porta
me oferecendo beijos e orvalho.
Eu sou calor de braseiro
pra te aquecer corpo e alma.

Não me ame.
Nem com doçura, nem com encanto,
nem como se amam as coisas belas
somente porque o são.
Eu sou tempestade
esperando acontecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s