Artigos

Etnografia como método de pesquisa sobre Comunicação e Informação: uma experiência com assentados da Amazônia mato-grossense
Resumo: Este trabalho tem por objetivo descrever aspectos do método de pesquisa etnográfica e avaliar sua pertinência para estudos no campo da Comunicação e Informação. Para isto, relata a experiência de aplicação do método em uma pesquisa em andamento sobre uso e apropriação de informações sobre técnicas produtivas de baixo impacto ecossistêmico realizada com agricultores do assentamento Entre Rios, no município de Nova Ubiratã, Mato Grosso. Conclui que o método vai permitir a análise da relação dos assentados com uma nova técnica produtiva, qual o lugar desta técnica em suas rotinas e como as informações recebidas são apropriadas no cotidiano das famílias. Artigo aapresentado no Intercom2010, disponível em pdf.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Floresta ou mato? Imaginários de assentados da Amazônia Mato-Grossense sobre a natureza
Resumo: O objetivo deste trabalho é compreender como o imaginário sobre a floresta amazônica pode interferir no uso e apropriação de informações sobre práticas e técnicas produtivas sustentáveis por agricultores assentados na amazônia mato-grossense. Na medida em que essas informações são peças-chave na busca por ecodesenvolvimento nesta região, é importante compreender que aspectos culturais atravessam a sua apropriação. O trajeto a percorrer começa buscando identificar como elementos da formação histórica recente do centro-oeste brasileiro contribui para um certo imaginário sobre a floresta. Em seguida, percorre 170km de estrada de terra até um assentamento situado no norte de Mato Grosso para conhecer o contexto socioambiental em que os agricultores estão inseridos. Busca em Gilbert Durand, Castor Ruiz, Fernando Ilharco e Armando Malheiro da Silva as estradas que ligam comunicação, informação e imaginário, e, a partir das novas coordenadas oferecidas pela análise de conteúdo das entrevistas realizadas no assentamento, tenta se acercar do imaginário dos assentados sobre os recursos naturais disponíveis. No final do percurso, novos caminhos se abrem para compreender como o fenômeno infocomunicacional pode contribuir com as políticas de conservação e ecodesenvolvimento nos assentamentos da Amazônia Brasileira. Artigo apresentado no X Seminário Internacional de Comunicação. Porto Alegre, 2009.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Jornalismo Científico e Ambiental: a busca pela participação dos cidadãos na gestão da cidade
Com Ilza Maria T. Girardi e Eloisa Loose
Resumo: O jornalismo ambiental, assim como o científico, deve popularizar as informações e estimular os cidadãos a participarem da gestão pública. Neste artigo faremos uma reflexão sobre a relação da função social do jornalismo com o direito à informação, direcionando a discussão para o papel do jornalismo ambiental – que pode ser observado como uma ramificação do científico – na construção da cidadania ambiental. A cidadania ambiental, como um dos aspectos da cidadania, é uma construção permanente para a qual é fundamental que o direito à informação seja garantido. Entendemos que neste processo a incorporação da visão holística ou sistêmica por parte da sociedade, ao reconhecer os problemas ambientais, é tão importante quanto a compreensão de conceitos científicos. Artigo publicado no livro Jornalismo científico e desenvolvimento sustentável. ABJC, All Print, 2009.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Rádio Comunitária: cenários de resistências e possibilidades alternativas
Com Cristóvão Domingos de Almeida e Joel Felipe Guindani
Resumo: A proposta deste artigo é compreender em que medida a rádio comunitária Quilombo FM proporciona práticas sociais no bairro Restinga, região periférica de Porto Alegre, RS. Para alcançar tal objetivo, discutiremos o conceito de rádio comunitária, para em seguida, identificar a sua aplicabilidade na atividade desenvolvida pela emissora em estudo. Para isso identificaremos no processo histórico da emissora, bem como na sua programação, veiculada semanalmente, e ainda, na formação dos comunicadores populares, as práticas de comunicação social que geram o desenvolvimento humano, a justiça social e a ampliação do exercício de cidadania. A análise evidencia, entre outros aspectos, que a rádio comunitária é um espaço de resistência e possibilidades. Resiste ao determinismo e possibilita a produção de experiências alternativas e de reconhecimento dos saberes locais. Texto completo.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Comunicação Comunitária como Espaço de Transformação Ambiental em Assentamentos Amazônicos de Mato Grosso
Com Augusto César Pereira da Silva e Cristóvão Domingos de Almeida
Resumo: Este trabalho sistematiza a experiência de formação de comunicadores comunitários no norte de Mato Grosso. Descreve a metodologia utilizada em oficinas de formação de comunicadores comunitários bem como o percurso teórico que configura a metodologia. Reflete sobre as possibilidades e limites da formação de comunicadores como vetor de mobilização comunitária, educação para a cidadania, afirmação da identidade cultural e conservação socioambiental, a partir de autores como Cicília Peruzo, Denise Cogo, Marcos Bagno e Enrique Leff. Conclui que a comunicação comunitária cumpre papel para além da apropriação e uso dos meios de comunicação, contribuindo com o exercício da cidadania. Texto completo.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Comunicação Ambiental no Arco do Desflorestamento
Resumo: Relato de experiência como jornalista no extremo norte de Mato Grosso, apresentado no I Congresso Gaúcho de Jornalismo Ambiental, em 2006. Texto completo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s