Tag Archives: fedora

Como arrumar o menu no Fedora

depois da instalação, o menu do fedora vem super completo, com toooodas as aplicações mostrando. mas algumas (cof cof) pessoas com TOC não gostam de ter no menu aplicações que não são usadas frequentemente. se você tentar clicar com o botão direito do mouse e excluir do menu, como no (r)windows, não rola.

screen1

é simples: clique sobre o menu Aplicações com o botão direito e escolha a aopção Menu de aplicativos.

screen-01

se ela não estiver habilitada, como é meu caso, vá em Executar programa… e digite Alacarte (que é a aplicação que faz a edição de menu funcionar).

screen-02

voilà, agora é só desmarcar todas a opções que você não quer que apareçam.

screen-03

MAS, se nenhuma das duas coisas funcionar, significa que o Alacarte não está instalado. nesse caso vá no terminal, e instale, depois é só repetir as opções acima.

dnf install alacarte -y

Como instalar Chrome e Dropbox no Fedora

Instalando o Fedora

tem pouco mais de um ano que abandonei o Debian e estou usando Fedora. eu cansei de fazer tudo na unha no Debian e cometer tantos erros. eu aprendi muito usando Debian, mas chegou uma hora que não tava mais com tempo pra ficar batento tanto papo com o terminal.

Fedora é maravilhoso porque não é cheio de frescurite como o Ubuntu (o-d-e-i-o aquele ambiente gráfico cheio de efeitos, movimentos, parecendo apple) e não é tão hardcore como o Debian.

depois de instalar umas três vezes, fiz um passo a passo com lindos printezinhos de tela do processo – e perdi quase todos salvando eles no lugar errado (tóin). mas vamos lá, tudo começa com o live USB, cujo tutorial já foi publicado aqui antes.

é legal fazer a instalação já com o cabo de rede da internet conectado, ele já sai reconhecendo localização, etc.. espeta o live USB na máquina, liga.

na primeira tela tem a opção de Abrir o Fedora (usar sem instalar) e Abrir o Fedora como live. queremos esta segunda opção. a menos que você queira brincar nele antes de instalar, tipo teste drive.

leva um minuto, mais ou menos, para fazer todos os testes – e ele vai te mostrar todos – até chegar na interface gráfica. a primeira tela é uma tela de login com Live System User. clicar em Log In.

você vai receber um desktop do Fedora, todo lindo, com um ícone para Install to Hard Drive. clica para começar a mágica do Linux.

01.png

1) escolha o idioma – sim, tem muitos, muitos não faço ideia do que signifiquem, não são caracteres do alfabeto latino. escolhi inglês, porque estou treinando.

2) layout do teclado. como escolhi o idioma inglês, o teclado fica por padrão em inglês, o que complica a vida de quem precisa de um Ç, por exemplo. se não for seu caso, apenas escolhas Portugues brasileiro. se for, vá nas configurações, delete o teclado em inglês e adicione o em português. sempre teste se os acentos, pontuação e Ç estão aparecendo corretamente.

3) Hora, data e local: em geral, ele reconhece automaticamente, porque estamos já conectados na internet. mas se você quiser deixar seu computador na hora do Acre, (pra ter certeza de que ele existe, por exemplo) é aqui que você escolhe.

4) como tem um pedrive espetado na máquina, o sistema vai querer saber em que disco você quer instalar. vá lá e selecione seu HD. no meu caso, o HD está vazio, mas se você tiver outro SO instalado nele, o Fedora não vai instalar por cima, ele vai querer saber se você quer fazer isso. se sim, selecione a opção que deseja espaço adicional e ele vai mostrar uma nova tela com o que você tem a mais no HD para você selecionar o que vai querer eliminar para escrever o Fedora por cima.

Rede e Host Name deixa quieto.

5) vá adiante. na tela seguinte, enquanto ele mostra o progresso da instalação na parte inferior da tela, você pode escolher sua senha de root e criar o usuário. selecione Administrador e coloque senha – é sempre mais seguro. feito isso, é só esperar o progresso da instalação.

desliga. retira o pendrive. e liga de novo.

ele é super educado, sabe que você está usando pela primeira vez, te dá boas vindas e pergunta se você quer o painel padrão ou se quer um vazio para deixar do jeito que você gosta. eu sempre vou no padrão e depois faço minhas mudanças.

10

pra pegar os últimos updates, dá pra ir pela interface gráfica: Administração – Yum Extender (DNF). seleciona todos os pacotes, aplica e seja feliz. MAS, se der algum erro, como no meu caso, vai pelo terminal mesmo que é sempre mais legal.

da primeira vez que você abrir o terminal, vai receber uma mensagem super gracinha dizendo que é importante lembrar de três regras:

1) Respeite a privacidade dos outros.

2) Pense antes de digitar.

3) Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades.

terminal

o comando para a atualização é este:

sudo dnf upgrade -y

(-y no caso para dar yes para tudo automágicamente)

daqui pra frente é instalar seus programas preferidos. pela interface gráfica é tudo lá no YUM, mas eu nunca abro ela, sempre uso o terminal mesmo. depois que a gente acostuma…